O perigo do arrependimento

23 Julho 2018

Qual o preço da "não capacitação"?

 

Existe uma estória que devo ter lido em algum blog ou escutado em alguma palestra e que agora repasso. Bem interessante. Depois de ler, reflita sobre o quanto é verdade e, mais ainda, de que maneira pode afetar os resultados em sua empresa.

É o seguinte: dois gestores estavam conversando sobre a necessidade (ou não) de promover a capacitação dos funcionários. Um dos gestores comentou:

- Investir em capacitação??? Isso custa dinheiro! E se eles saírem da empresa?

Ao que o outro gestor respondeu:

- E se não investirmos em capacitação... e eles ficarem na empresa? Quanto isso vai custar???

É um dilema que deve ser enfrentado continuamente, ainda mais numa época em que se diz que as pessoas estão constantemente buscando novos desafios, reconhecimento e crescimento.

Claro que existe o “risco” de que uma pessoa decida sair da empresa, tendo participado de cursos ou não, mas para esta situação posso usar um conceito chamado “minimização do arrependimento”. Não entrando no mérito da análise matemática, vamos pensar de forma ampla no que se refere à importância da capacitação.

Irei utilizar o que Jeff Bezos, fundador da Amazon, comenta sobre o arrependimento. Lá nos anos 90 ele resolveu abrir uma livraria utilizando a internet para realizar as vendas. Ele se imaginava com 80 anos de idade e pensando se iria se arrepender por ter continuado empregado e não ter aberto a livraria on-line ou o contrário. Bem, sabemos o resultado. Claro que a situação poderia ter sido diferente, mas o possível arrependimento de a Amazon não dar certo para Jeff Bezos era menor do que o possível arrependimento de não ter tentado.

Como estará sua empresa daqui a alguns anos caso algumas pessoas capacitadas tenham saído? E como será a situação caso pessoas tenham ficado e sem capacitação?

Bons processos de seleção são fundamentais, mas processos ainda melhores de retenção de talentos podem contribuir bastante para o desenvolvimento da organização. E a capacitação é um dos pilares para que as pessoas estejam cada vez mais preparadas para ajudar a construir uma empresa sólida, inovadora e voltada ao sucesso, sendo que a capacitação nem sempre precisa ser patrocinada, mas ao menos estimulada e valorizada enquanto diferencial.

Já diz o ditado popular: “se arrependimento matasse...”. Que ninguém olhe para trás e diga que não fez o suficiente para agregar novos conhecimentos para si e para a empresa. O preço de não saber pode ficar mais caro do que o investimento na capacitação! É responsabilidade de cada um e resultado para todos.

 

Página inicial