Confia nos salva-vidas?

22 Novembro 2019

Eu confio!

 

Pois são profissionais muito bem preparados e que estão em constante capacitação, buscando aprimorar as técnicas de prevenção e salvamento de modo que os clientes (ou seja, nós mesmos, nossos amigos e parentes e todas as pessoas que precisam) possam ser beneficiados.

Numa empresa, acredito que a situação seja parecida. Isso me faz lembrar de uma possível conversa entre dois gestores que estavam analisando a necessidade (ou não) de promover a capacitação dos funcionários.

Um dos gestores comentou:

- Investir em capacitação??? Isso custa dinheiro! E se eles saírem da empresa?

Ao que o outro gestor respondeu:

- E se não investirmos em capacitação... e eles ficarem na empresa? Quanto isso vai custar???

Comentei sobre isso no texto “O Perigo do Arrependimento”, disponível aqui, onde trato da importância de promover o desenvolvimento das pessoas na empresa, encarando o “risco” de que elas busquem novas jornadas em algum momento, mas também reforçando que o risco pode ser maior se elas ficarem na empresa sem as devidas competências.

Melhor ainda quando a capacitação, além de trazer conhecimento, favorece uma cultura de hábitos mais saudáveis, desde o cuidado com as coisas em geral, com o cliente interno (os próprios colegas) até o cuidado consigo mesmo. Conforme digo com frequência nos cursos que ministro, “as pessoas têm que estar bem para produzir bem”. E lá na ponta o cliente final percebe isso.

Vai dizer que nunca chegou numa empresa e sentiu o ambiente leve como uma pluma? Sendo atendido com gentileza, atenção e sorriso!

Por outro lado... vai dizer que nunca telefonou para uma empresa e percebeu o “azedume” pelo telefone?...

Outra coisa que sempre alerto: “não tem solução mágica”, mas sim atitude e persistência. Assim trabalhamos com a Metodologia 5S. Não somente passar um pano na mesa, mas passar um pano nos velhos hábitos, criando outros novos e melhores.

Ah! Deixo uma dica para quem pensa em dizer: “Ok, quando o Brasil ‘começar de novo’ lá depois do Carnaval vou pensar sobre isso”: Se queremos um Brasil melhor, quem sabe cada um adota um hábito diferente a partir de hoje e já começa a criar ações ao seu redor, por exemplo, na própria empresa.

 

Não é um sacrifício, é investir no caminho do sucesso! Isso é que é 5S de verdade!

 

 

 Página inicial